Celulites

Sintomas de celulite infecciosa oque é e como tratar.

A celulite infecciosa é uma infecção bacteriana que afeta as camadas mais profundas da pele e tecidos subcutâneos. Nesta introdução, exploraremos os sintomas dessa condição, que incluem vermelhidão, inchaço, calor e dor na área afetada.

É importante buscar tratamento médico imediato, pois a celulite infecciosa pode se espalhar rapidamente e levar a complicações graves se não for tratada adequadamente.

O que é a celulite infecciosa?

A celulite infecciosa, também conhecida como celulite bacteriana, é uma infecção bacteriana que afeta a pele e os tecidos subcutâneos. Geralmente causada por bactérias do tipo estreptococos ou estafilococos, a infecção ocorre quando as bactérias penetram na pele através de feridas, cortes, picadas de insetos ou outros tipos de lesões.

Uma vez dentro do corpo, as bactérias se multiplicam, causando uma resposta inflamatória na pele. Isso leva a sintomas como vermelhidão, inchaço, calor e dor na área afetada. 

A celulite infecciosa pode se espalhar rapidamente, especialmente se não for tratada adequadamente, e pode levar a complicações graves, como abscessos, sepse ou infecções generalizadas.

 

Principais causas e fatores de risco da celulite infecciosa

A celulite infecciosa é causada principalmente por bactérias, algumas das principais causas e fatores de risco associados à celulite infecciosa incluem:

Feridas abertas: Lesões na pele, como cortes, arranhões, feridas cirúrgicas ou úlceras, fornecem uma porta de entrada para as bactérias.

Picadas de insetos: Picadas de insetos, como mosquitos ou aranhas, podem introduzir bactérias na pele e desencadear a infecção.

Problemas circulatórios: Condições que afetam a circulação sanguínea, como insuficiência venosa ou linfática, podem aumentar o risco de desenvolver celulite infecciosa.

Sistema imunológico enfraquecido: Pessoas com um sistema imunológico comprometido, devido a condições médicas crônicas, como diabetes, HIV/AIDS ou câncer, têm maior susceptibilidade a infecções, incluindo celulite infecciosa.

Obesidade: O excesso de peso e a obesidade podem criar dobras na pele, facilitando a proliferação de bactérias e o desenvolvimento de infecções.

Uso de drogas injetáveis: O uso de drogas injetáveis, como drogas ilícitas ou medicamentos não prescritos, pode aumentar o risco de infecções, incluindo a celulite infecciosa.

Complicações de lesões ou cirurgias anteriores: Feridas que não cicatrizam corretamente ou complicações após cirurgias anteriores podem aumentar o risco de desenvolver infecções na pele.

Sintomas comuns da celulite infecciosa

A celulite infecciosa apresenta alguns sintomas característicos, que podem variar em intensidade dependendo da gravidade da infecção. Os sintomas comuns da celulite infecciosa incluem:

Vermelhidão: A área afetada pela infecção geralmente apresenta uma coloração avermelhada.

Inchaço: A região infectada pode ficar inchada e sensível ao toque.

Calor: A pele sobre a área afetada pode ficar quente ao toque.

Dor: A celulite infecciosa geralmente causa dor na área afetada, que pode ser constante ou latejante.

Aumento da sensibilidade: A pele infectada pode ficar mais sensível e dolorida.

Piora progressiva: A infecção pode se espalhar rapidamente, levando a um aumento dos sintomas ao longo do tempo.

Febre: Em casos mais graves, a celulite infecciosa pode ser acompanhada de febre, mal-estar e calafrios.

Diagnóstico e exames utilizados para identificar a celulite infecciosa

  • Como identificar celulite infecciosa?

O diagnóstico da celulite infecciosa é feito principalmente com base nos sintomas clínicos e no exame físico realizado por um profissional de saúde.

Hemograma completo: Um exame de sangue que pode revelar a presença de uma infecção, mostrando o aumento de células brancas (leucócitos) no sangue.

Cultura de ferida: Uma amostra da área infectada pode ser coletada e enviada para análise laboratorial, com o objetivo de identificar o tipo de bactéria causadora da infecção.

Exames de imagem: Em casos mais graves ou quando há suspeita de complicações, como abscessos ou infecção profunda, podem ser solicitados exames de imagem, como ultrassonografia, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM), para avaliar a extensão da infecção e possíveis complicações.

Complicações possíveis da celulite infecciosa

  • Qual o risco da celulite infecciosa?

A celulite infecciosa pode levar a complicações graves se não for tratada adequadamente. Algumas das complicações possíveis incluem:

Abscesso: A infecção pode levar à formação de um acúmulo de pus, conhecido como abscesso, na área afetada. Isso pode exigir drenagem cirúrgica.

Infecção generalizada (sepse): Em casos mais graves, a infecção pode se espalhar para a corrente sanguínea, causando uma condição conhecida como sepse. A sepse é uma emergência médica que requer tratamento imediato, pois pode ser fatal.

Celulite necrotizante: Em casos raros, a infecção pode se estender para tecidos mais profundos e causar a morte do tecido (necrose). Essa condição é conhecida como celulite necrotizante e requer tratamento cirúrgico de emergência.

Complicações sistêmicas: A celulite infecciosa também pode levar a complicações sistêmicas, afetando outros órgãos e sistemas do corpo. Isso pode incluir problemas cardiovasculares, respiratórios e renais.

Tratamento e cuidados para a celulite infecciosa

O tratamento da celulite infecciosa geralmente envolve uma abordagem multidisciplinar e pode variar dependendo da gravidade da infecção. Alguns dos principais aspectos do tratamento e cuidados incluem:

Antibióticos: A administração de antibióticos é a base do tratamento da celulite infecciosa. O tipo de antibiótico prescrito dependerá da gravidade da infecção e da susceptibilidade bacteriana. 

Os antibióticos podem ser administrados por via oral ou intravenosa, dependendo da gravidade da infecção.

Repouso e elevação da área afetada: Descansar e elevar a área afetada ajudará a reduzir o inchaço e a melhorar o fluxo sanguíneo na região.

Analgésicos: Medicamentos analgésicos de venda livre, como paracetamol ou ibuprofeno, podem ser usados para aliviar a dor associada à celulite infecciosa. 

No entanto, é importante seguir as orientações médicas e evitar o uso excessivo desses medicamentos.

Compressas quentes: A aplicação de compressas quentes na área afetada pode ajudar a aliviar a dor e promover a circulação sanguínea.

Monitoramento e acompanhamento médico: É essencial seguir as orientações do médico e comparecer às consultas de acompanhamento para avaliar a progressão da infecção e garantir a eficácia do tratamento.

Infecção bacteriana na face ou celulite facial , caracterizada por vermelhidão, inchaço e dor. Pode causar complicações graves, como abscesso ou infecção dos seios da face. Necessita de tratamento médico adequado.

Prevenção da celulite infecciosa:

  • medidas para evitar infecções de pele

A prevenção da celulite infecciosa envolve medidas para evitar infecções de pele e reduzir o risco de entrada de bactérias na pele. Algumas medidas preventivas incluem:

Limpeza adequada da pele: Mantenha uma boa higiene pessoal, lavando regularmente a pele com água e sabão suave. Certifique-se de limpar e proteger qualquer ferida ou lesão.

Cuidado com feridas: Limpe e cubra quaisquer cortes, arranhões ou feridas com curativos limpos para prevenir a entrada de bactérias.

Evitar coçar: Evite coçar ou irritar a pele, pois isso pode levar a lesões e facilitar a entrada de bactérias.

Proteção contra picadas de insetos: Use repelente de insetos e roupas de proteção para evitar picadas que podem levar à infecção.

Hidratação da pele: Mantenha a pele hidratada, pois a pele seca ou rachada é mais propensa a infecções. Use loções ou cremes hidratantes adequados para o seu tipo de pele.

Cuidado com a depilação: Tome precauções ao se depilar para evitar cortes ou lesões na pele. Use lâminas afiadas e limpas, ou considere métodos de depilação que causem menos trauma na pele.

Evitar compartilhamento de objetos pessoais: Evite compartilhar toalhas, roupas, utensílios de barbear ou outros objetos pessoais que possam entrar em contato direto com a pele e transmitir bactérias.

Fortalecer o sistema imunológico: Mantenha um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada, exercícios regulares, sono adequado e controle do estresse, para fortalecer o sistema imunológico e reduzir o risco de infecções.

Cada caso de celulite infecciosa é único, e o tratamento pode variar dependendo das características individuais do paciente.

Portanto, é fundamental seguir as orientações do médico especialista para obter o tratamento adequado e garantir uma recuperação completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias de Esporte

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Aviso: o site faz uso de cookies que contem informações de rastreamento sobre os visitantes.