Bem estarNotícias de Saúde

Formigamento nas Pernas: Causas Comuns e O que Fazer.

A sensação de formigamento nas pernas é algo que muitos de nós já experimentamos em algum momento. É uma sensação peculiar que varia de um leve alfineteamento a uma dormência incômoda. 

Embora possa ser passageiro, o formigamento também pode indicar problemas subjacentes.

Vamos explorar os sintomas associados e, o mais importante, discutir uma variedade de tratamentos para aliviar o formigamento e melhorar a qualidade de vida.

Entendendo o Formigamento nas Pernas: Uma Sensação Peculiar 

Essa sensação peculiar é frequentemente comparada à sensação de alfinetes e agulhas, e pode variar de leve a intensa. 

Estímulo dos Nervos: O formigamento ocorre devido a um estímulo anormal nos nervos sensoriais presentes na pele e nos tecidos abaixo dela. Isso pode ser resultado de compressão, irritação ou mau funcionamento dos nervos.

Transmissão de Sinais Nervosos: Os nervos têm a função de transmitir sinais do corpo para o cérebro e vice-versa. 

No caso do formigamento, os nervos enviam sinais confusos ou distorcidos para o cérebro, resultando na sensação característica.

Descrição da Sensação: As pessoas frequentemente descrevem o formigamento nas pernas como uma sensação de formigamento, dormência, alfinetes e agulhas, ou uma combinação dessas sensações. 

É como se a parte afetada estivesse “adormecida” ou “despertando”.

Sensibilidade das Extremidades: As extremidades do corpo, como as pernas, são particularmente sensíveis devido à alta concentração de terminações nervosas. Isso explica por que o formigamento é mais comumente sentido nas pernas.

Causas Variadas: O formigamento pode ser desencadeado por uma variedade de razões. 

Desde posições inadequadas que pressionam os nervos temporariamente até problemas médicos subjacentes, como neuropatias ou problemas circulatórios.

Temporário vs. Persistente: Em muitos casos, o formigamento é temporário e desaparece assim que a pressão sobre os nervos é aliviada ou a posição é alterada

. No entanto, se o formigamento persistir por um período prolongado, pode ser um sinal de que algo mais sério está acontecendo.

Procurando Orientação Médica: Se o formigamento nas pernas for acompanhado por outros sintomas, como fraqueza muscular, dor intensa, alterações na coordenação ou se tornar recorrente, é aconselhável buscar orientação médica para identificar a causa subjacente.

Consciência e Cuidado: Entender a sensação de formigamento nas pernas é o primeiro passo para avaliar se é uma preocupação passageira ou um sinal de algo mais sério. 

Ficar atento aos sintomas associados e buscar ajuda quando necessário é essencial para manter uma boa saúde e bem-estar.

O que pode causar formigamento nas pernas?

O formigamento nas pernas aqui estão algumas das causas mais comuns de formigamento nas pernas:

Posição Incorreta: Sentar ou deitar em uma posição que pressiona os nervos das pernas pode causar formigamento temporário. Quando a pressão é aliviada, a sensação geralmente desaparece.

Pressão Sobre os Nervos: Roupas apertadas, sapatos inadequados ou objetos pressionando contra as pernas podem comprimir os nervos, levando ao formigamento.

Má Circulação Sanguínea: Problemas circulatórios, como má circulação sanguínea devido a doenças vasculares, podem reduzir o fluxo sanguíneo para as extremidades, causando formigamento.

Neuropatia Periférica: É uma condição em que os nervos periféricos (nervos fora do cérebro e da medula espinhal) são danificados. Pode ser causada por diabetes, alcoolismo, deficiências nutricionais e outras condições.

Síndrome do Túnel do Carpo: Uma condição em que o nervo mediano é comprimido no punho, resultando em formigamento, dormência e dor nas mãos e nos dedos.

Hérnia de Disco: Uma hérnia de disco na coluna vertebral pode pressionar os nervos que saem da medula espinhal e causar formigamento nas pernas.

Lesões Nervosas: Lesões ou traumas nos nervos das pernas, como lesões esportivas ou acidentes, podem causar formigamento.

Esclerose Múltipla: Uma condição autoimune que afeta o sistema nervoso central, incluindo os nervos das pernas, pode causar formigamento, além de outros sintomas neurológicos.

Deficiências Nutricionais: Deficiências de vitaminas B, especialmente a vitamina B12, e minerais como o potássio podem afetar a função nervosa e causar formigamento.

Medicamentos: Alguns medicamentos podem causar efeitos colaterais, incluindo formigamento nas pernas.

Infecções: Infecções virais ou bacterianas que afetam os nervos podem levar ao formigamento.

Outras Condições Médicas: Condições como artrite reumatoide, espondilose cervical, fibromialgia e outras podem contribuir para o formigamento.

Quando se preocupar com formigamento nas pernas?

Preocupar-se com o formigamento nas pernas envolve avaliar a natureza do sintoma e se ele está associado a outros fatores ou sintomas preocupantes.

Aqui está uma explicação mais detalhada sobre quando você deve se preocupar com o formigamento nas pernas:

Persistência e Duração: Se o formigamento nas pernas persistir por um período prolongado, além de alguns minutos ou horas, é um sinal de alerta.

 O formigamento temporário, como o que ocorre quando você muda de posição após ficar sentado por muito tempo, geralmente é inofensivo.

Acompanhado de Sintomas Graves: Se o formigamento nas pernas for acompanhado por sintomas graves, como fraqueza muscular, dor intensa, perda de controle motor, dificuldade para andar ou alterações na função da bexiga ou intestinos, isso pode indicar problemas neurológicos mais sérios.

Recorrência Frequente: Se o formigamento nas pernas ocorrer com frequência, em diferentes momentos do dia ou em várias situações, pode ser um sinal de um problema subjacente que requer atenção.

Alterações na Sensibilidade: Se o formigamento vier acompanhado de alterações na sensibilidade da pele, como dormência, formigamento persistente ou sensação de queimação, isso pode indicar um problema nervoso subjacente.

Comprometimento das Atividades Diárias: Se o formigamento nas pernas começar a afetar sua capacidade de realizar atividades diárias normais ou se interferir no seu equilíbrio, mobilidade ou qualidade de vida.

Progressão Rápida: Se o formigamento nas pernas piorar rapidamente ou se espalhar para outras partes do corpo, isso pode indicar uma condição médica que requer avaliação.

Quando a dormência e preocupante?

Espalhamento da Dormência: Se a dormência se espalhar para outras áreas do corpo, especialmente de maneira repentina, isso pode ser indicativo de um problema neurológico que requer atenção médica.

Dormência Unilateral: Se a dormência afetar apenas um lado do corpo, pode indicar um problema neurológico, como um acidente vascular cerebral (AVC) ou uma lesão no nervo.

Dormência Acompanhada de Fraqueza: Se a dormência for acompanhada de fraqueza muscular, especialmente se for unilateral, isso pode ser um sinal de lesão nervosa ou problema neurológico.

Histórico Médico: Se você tiver um histórico de condições médicas que afetam os nervos (neuropatias), problemas circulatórios, diabetes ou lesões na coluna, é importante estar mais alerta para o formigamento nas pernas.

Dormência e Dor: Se a dormência for acompanhada de dor intensa, isso pode indicar problemas nervosos ou circulatórios que requerem avaliação médica.

Mudanças Súbitas: Se a dormência ocorrer de maneira repentina e inexplicável, especialmente se for acompanhada de outros sintomas incomuns, é importante procurar atendimento médico.

O que fazer para formigamento nas pernas?

Mude de Posição Regularmente: Se você passa muito tempo sentado ou em pé, mude de posição a cada 30 minutos para evitar a pressão constante sobre os nervos das pernas. 

Isso é especialmente importante se estiver trabalhando em uma mesa ou assistindo à TV.

Faça Alongamentos Suaves: Pratique exercícios de alongamento para os músculos das pernas e a região lombar. Isso ajuda a aliviar a tensão muscular e a melhorar o fluxo sanguíneo, reduzindo o formigamento.

Exercícios de Mobilidade: Realize exercícios de mobilidade para as articulações das pernas. Movimentar as articulações ajuda a liberar qualquer compressão nos nervos.

Massageie Suavemente as Pernas: Massagear as pernas pode estimular a circulação sanguínea e aliviar o formigamento. Comece pelos tornozelos e suba suavemente em direção às coxas.

Evite Roupas Apertadas: Use roupas confortáveis e que não exerçam pressão excessiva nas pernas. Roupas apertadas podem comprimir os nervos e agravar o formigamento.

Mantenha uma Postura Adequada: Mantenha uma postura correta ao sentar e em pé. Mantenha as costas retas, os ombros relaxados e os pés apoiados no chão para evitar pressão desnecessária sobre os nervos.

Hidrate-se Adequadamente: Beba água suficiente ao longo do dia para manter uma boa hidratação. A hidratação adequada ajuda na circulação sanguínea e pode reduzir o formigamento.

Realize Atividade Física Regularmente: Exercícios aeróbicos, como caminhadas, natação e ciclismo, melhoram a circulação sanguínea e contribuem para a saúde geral das pernas, como malhar em casa.

Use Calçados Adequados: Escolha sapatos que se ajustem bem e ofereçam suporte adequado. Sapatos apertados ou inadequados podem contribuir para o formigamento nas pernas.

Evite Cruzar as Pernas: Evite cruzar as pernas por longos períodos, pois isso pode comprimir os nervos e interferir no fluxo sanguíneo.

Controle Condições Médicas: Se você tiver condições médicas como diabetes, doenças circulatórias ou problemas neurológicos, siga as orientações do seu médico para controlar essas condições e minimizar o formigamento.

Consulte um Médico: Se o formigamento for persistente, intenso, recorrente ou acompanhado por sintomas preocupantes como fraqueza muscular, dor intensa ou perda de controle, agende uma consulta médica. O médico pode realizar exames para determinar a causa subjacente e recomendar tratamento apropriado.

Lembrando que estas são orientações gerais e que cada caso de formigamento nas pernas pode ser diferente.

 Se o formigamento persistir ou piorar, é fundamental procurar avaliação médica para um diagnóstico preciso e tratamento adequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias de Esporte & Saúde e bem estar

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Aviso: o site usa cookies que contem informações de rastreamento aos visitantes.