TromboseNotícias de Saúde

Trombose Venosa Profunda: Causas, Sintomas e Tratamento

A trombose venosa profunda (TVP) é uma condição médica séria caracterizada pela formação de coágulos sanguíneos (trombos) nas veias profundas do corpo, geralmente nas pernas.

Esses coágulos podem bloquear o fluxo sanguíneo, causando inchaço, dor e potencialmente levando a complicações graves, como embolia pulmonar.

A TVP é considerada uma emergência médica e requer atenção e tratamento imediatos para evitar consequências graves.

Nesta introdução, abordaremos alguns aspectos básicos da trombose venosa profunda, incluindo fatores de risco, sintomas e a importância de um diagnóstico precoce e tratamento adequado.

O que é a Trombose Venosa Profunda (TVP)?

A Trombose Venosa Profunda (TVP) é uma condição médica caracterizada pela formação de coágulos sanguíneos nas veias profundas, geralmente nas pernas.

Esses coágulos podem bloquear o fluxo sanguíneo, causando inchaço, dor e risco de embolia pulmonar, uma complicação grave.

A TVP é mais comum em pessoas com fatores de risco, como imobilização prolongada, cirurgias recentes ou histórico familiar de trombose.

O diagnóstico é realizado por exames de imagem, e o tratamento pode incluir anticoagulantes, compressão elástica e elevação das pernas para prevenir complicações e promover a recuperação.

trombose venosa profunda -Fatores de risco para o  desenvolvimento da TVP

Imobilização Prolongada: Períodos prolongados de imobilidade, como repouso após cirurgias, viagens longas ou longos períodos de permanência na cama, podem levar a um fluxo sanguíneo mais lento nas veias, aumentando o risco de formação de coágulos.

Histórico Pessoal ou Familiar de Trombose Venosa: Pessoas que já tiveram episódios anteriores de TVP ou têm familiares com histórico da condição têm um risco maior de desenvolvê-la.

Idade Avançada: À medida que envelhecemos, a elasticidade das veias pode diminuir, tornando-as mais suscetíveis à formação de coágulos.

Obesidade: O excesso de peso pode afetar o fluxo sanguíneo e aumentar a pressão nas veias, favorecendo a formação de coágulos.

Gravidez e Pós-parto: Mudanças hormonais durante a gravidez, bem como a pressão do útero em crescimento nas veias, podem aumentar o risco de TVP.

O período pós-parto também apresenta maior vulnerabilidade, amamentar emagrece.

Uso de Terapia Hormonal: O uso de contraceptivos orais ou reposição hormonal, especialmente em fumantes, pode aumentar o risco de coagulação sanguínea.

Tabagismo: O tabagismo danifica as paredes dos vasos sanguíneos, tornando-os mais propensos à formação de coágulos.

Lesões nas Pernas ou Traumatismos: Traumas ou lesões nas pernas podem danificar as veias, desencadeando a formação de coágulos.

Condições Médicas: Algumas doenças, como câncer, doenças cardiovasculares, insuficiência cardíaca, insuficiência respiratória e distúrbios da coagulação, podem aumentar o risco de TVP.

Sintomas da Trombose Venosa Profunda nos membros inferiores

Os sintomas da Trombose Venosa Profunda (TVP) nos membros inferiores podem variar em gravidade e podem incluir:

Inchaço: Geralmente ocorre em uma perna e pode ser acompanhado de sensação de peso e tensão na região afetada.

Dor: A dor pode ser contínua ou intermitente, e é mais comum nas panturrilhas. Pode ser descrita como uma sensação de aperto, queimação ou dor latejante.

Calor e vermelhidão: A pele na área afetada pode ficar quente ao toque e apresentar vermelhidão devido à inflamação dos vasos sanguíneos.

Sensibilidade: A perna afetada pode ficar sensível ao toque, e a área pode ser dolorida mesmo quando não está sendo tocada.

Edema: Pode ocorrer um inchaço perceptível na perna, especialmente ao redor do tornozelo e da panturrilha.

Mudanças na cor da pele: Em casos mais graves, a pele da perna afetada pode ficar com uma tonalidade azulada ou escura.

Veias dilatadas ou visíveis: Algumas vezes, é possível observar veias dilatadas ou inchadas na região afetada.

Complicações potenciais da TVP: Risco de embolia pulmonar

Sim, a complicação mais temida e grave da Trombose Venosa Profunda (TVP) é o risco de embolia pulmonar.

A TVP ocorre quando há formação de coágulos nas veias profundas, principalmente nas pernas

Esses coágulos podem se deslocar, viajando pela corrente sanguínea até chegarem aos pulmões.

Quando um coágulo bloqueia uma artéria pulmonar, causa uma embolia pulmonar, o que pode ser potencialmente fatal.

Os coágulos que causam a embolia pulmonar podem prejudicar a circulação sanguínea nos pulmões, reduzindo o suprimento de oxigênio para o corpo.

Isso pode levar a sintomas graves, como falta de ar súbita, dor no peito, tosse com sangue e, em casos mais graves, colapso cardiovascular e morte.

É importante estar ciente dos sintomas da TVP e procurar atendimento médico imediatamente se houver suspeita da condição.

Diagnóstico da Trombose Venosa Profunda: Exames e procedimentos

O diagnóstico da Trombose Venosa Profunda (TVP) envolve uma combinação de avaliação clínica, histórico médico e exames de imagem.

  • Alguns dos principais exames e procedimentos utilizados para diagnosticar a TVP incluem:

Histórico médico e exame físico: O médico fará perguntas sobre os sintomas, histórico médico e fatores de risco para TVP. Também realizará um exame físico para verificar a presença de inchaço, dor, vermelhidão e outras características típicas da condição.

Ultrassonografia Doppler: É o exame mais comum para diagnosticar a TVP. Utilizando ondas sonoras, esse exame pode detectar a presença de coágulos nas veias profundas das pernas.

D-dímero: Um exame de sangue que mede a presença de uma substância chamada D-dímero, que pode estar elevada em caso de coagulação.

Esse exame é útil como triagem inicial, mas não é conclusivo para diagnosticar a TVP, sendo necessário realizar outros exames complementares.

Flebografia por contraste: Em situações mais complexas ou quando a ultrassonografia não é conclusiva, pode ser utilizado um procedimento mais invasivo, como a flebografia.

Nesse procedimento, um contraste é injetado nas veias para torná-las visíveis em radiografias.

Angiografia por tomografia computadorizada (CT angiografia) ou ressonância magnética (RM angiografia): São exames de imagem mais avançados que podem ser utilizados em casos específicos para identificar a localização exata dos coágulos e a extensão da TVP.

É importante que o diagnóstico seja feito o mais rápido possível para que o tratamento adequado seja iniciado, a fim de evitar complicações, como a embolia pulmonar.

Se houver suspeita de TVP, é fundamental procurar atendimento médico imediatamente para a realização dos exames apropriados e para que o tratamento adequado seja prescrito o mais rápido possível.

Tratamento da TVP: Abordagens médicas e cuidados preventivos

O tratamento da Trombose Venosa Profunda (TVP) envolve abordagens médicas e cuidados preventivos para evitar a progressão da doença e prevenir complicações graves, como a embolia pulmonar.

  • As principais abordagens incluem:

Anticoagulantes: São medicamentos que ajudam a afinar o sangue, reduzindo a formação de novos coágulos e impedindo que os coágulos existentes cresçam.

Podem ser administrados por via oral ou injetáveis, dependendo da gravidade da TVP.

Compressão Elástica: O uso de meias de compressão graduada pode ajudar a reduzir o inchaço e melhorar o retorno venoso nas pernas.

Elevação das Pernas: Elevar as pernas acima do nível do coração por alguns minutos ao longo do dia pode ajudar a reduzir o inchaço e melhorar o fluxo sanguíneo.

Terapia Trombolítica: Em casos graves de TVP com alto risco de embolia pulmonar, pode ser necessário realizar um procedimento para dissolver os coágulos usando medicamentos trombolíticos.

Filtros de Veia Cava Inferior: Em situações específicas, pode ser colocado um filtro de veia cava inferior para prevenir que coágulos se desloquem para os pulmões.

Cuidados preventivos:

Movimentação: É essencial evitar períodos prolongados de imobilidade. Se você estiver em repouso por muito tempo, tente movimentar os pés e as pernas regularmente.

Exercícios: Praticar exercícios físicos regularmente pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e reduzir o risco de TVP, exercícios para evitar a trombose.

Hidratação: Manter-se hidratado é importante para manter o sangue fluindo adequadamente.

Controle de fatores de risco: Trabalhar para controlar fatores de risco, como obesidade, tabagismo e uso de terapia hormonal, pode ajudar a prevenir a TVP.

Procurar atendimento médico: Se você suspeitar de TVP ou tiver fatores de risco, procure atendimento médico imediatamente para diagnóstico e tratamento adequados.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias de Esporte & Saúde e bem estar

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Aviso: o site usa cookies que contem informações de rastreamento aos visitantes.